Acessar App StoreAcessar Google Play

Por que o consumo de alimentos saudáveis é visto como uma prática chata, entediante e sem sabor?!


O padrão alimentar do brasileiro ainda é muito restrito e sem qualidade. Não há preocupação quanto ao tipo de alimento que se consome e, as vezes, encontramos pessoas que negam totalmente seguir uma rotina alimentar saudável por mero preconceito.

Comer bem, para muitas pessoas, é sinônimo de consumir preparações açucaradas, gordurosas e em grandes quantidades. Ao passo que, se alimentar bem, é viver numa rotina entediante, sem sabor e prazer.

As pessoas não estão abertas a conhecerem novos sabores, se dedicar a preparar refeições ou até mesmo a cuidar de si (emocionalmente, fisicamente e nutricionalmente).

A ciência da nutrição é nova e temos muito que estudar para apreender mais sobre os alimentos. Porém, o indivíduo é constantemente bombardeado com orientações dietéticas infundadas e generalistas. O que “deu certo” para vizinha também vai dar certo para mim. Ela comeu caqui de ponta cabeça e emagreceu, por isso vou fazer o mesmo. Erradoooo…

O ovo, o adoçante, o chocolate, a carne vermelha, o leite e atualmente o glúten são vilões ou mocinhos dependendo do que se divulga na mídia e nas revistas de prateleira de caixa de supermercado. É neste momento que nasce o preconceito.

Cada organismo possui uma necessidade própria. O corpo deve ser avaliado individualmente. Cada alimento pode ou não oferecer benefícios a sua saúde. Depende da fase da vida em que você se encontra (bebê, criança, adolescente, adulto, idoso) e da situação de sua saúde (saudável ou doente).

Quando você retirar o preconceito, você enxergará e sentirá o bem-estar que práticas saudáveis são capazes de proporcionar. Verá o sorriso na boca de quem consome alimentos saudáveis; sentirá a disposição de quem prática atividade física e se beneficia com a liberação de hormônios do bem-estar; ultrapassará com disposição e menos desgastes as pressões do dia-a-dia.

É o que eu digo aos meus pacientes: alimentar-se de maneira saudável não é você se ausentar das festas de aniversários dos familiares, nem fugir dos happy hours com os colegas, muito menos evitar o encontro com os amigos aos finas de semana. É você consumir os alimentos com sabedoria em todos os momentos. Se não existir qualidade na mesa , consuma com moderação e retorne a rotina saudável logo que possível.

 

Aproveitando o tema, devido ao presença de inúmeros casos de dengue no país, uma receita antiga voltou a aparecer nas mídias: o suco de inhame no combate a dengue!!!
Eu já escrevi sobre os benefícios deste alimento em uma outra ocasião e quanto a isto não tem o que negar. Porém, apenas é possível encontrar informações de que o inhame auxilie na recuperação desta doença de forma indireta. Ou seja, não existe uma partícula no inhame que corre atrás da dengue quando ela se instala em seu corpo.
A presença de vitamina A coloca o inhame na lista de alimentos que contribuem com o bom funcionamento do sistema imunológico e integridade das mucosas, desta forma esta seria a contribuição.
Assim, bem mais do que encher o estômago de inhame, o importante é manter uma alimentação variada todos os dias (sadio ou adoecido) e se porventura você for picado pelo mosquito infectado, pelo menos os sintomas serão mais brandos.

 

Encontre aqui a receita que eu compartilhei na outra ocasião.

O inhame tem um sabor bem neutro, por isso você pode acrescenta-lo em varias receitas, substituindo inclusive alguns alimentos. Acrescente uma unidade de inhame quando for cozinhar o feijão, isto te ajudará a engrossar o caldo. Utilize-o para fazer purê, escondidinho, tortas salgadas e nhoque ( no lugar da batata, por exemplo).

Seguindo os ensinamentos do Kilorias – O Livro faça do seu projeto, seja ele verão, casamento, aniversário e/ou carnaval, o SEU ESTILO DE VIDA !!!!

Não resuma a apenas dias ou meses, condutas que podem te proporcionar muitos ANOS de vida !!!!


//Artigos relacionados