Acessar App StoreAcessar Google Play

O bafafá do mundo fitness: no que você deve acreditar no meio de uma patuscada?


O que é fitness para você? Deixarei aqui três linhas para você pensar.

….

…..

Vou falar em primeira pessoa, pois este tema refere-se a minha classe profissional que ficou ofuscada perante um mundo conceitualmente perdido.

Vou explicar para vocês o que NÃO significa FITNESS, no meu ponto de vista.

  1. Fitness não é MODA.
  2. Falar de fitness não é como falar das cores da estação do Fashion Week.
  3. Fitness não é você chegar e fazer o exercício para ficar com o abdômen trincado.
  4. Ninguém fica fitness de um dia para o outro.

Todo mundo pode ser Fitness (e este é o intuito por um mundo mais saudável). Mas não é todo mundo que pode falar de Fitness.

Sabe o que significa Fitness para mim?

  1. Fitness significa entender sobre o exercício, honrar por um diploma, estudar (no mínimo) 4 anos para não fazer uma cagad* no corpo do outro.
  2. Entender anatomia | fisiologia | bioquímica | biomecânica | periodização etc.
  3. Ter ética profissional.
  4. Ser responsável.
  5. Fazer com que o aluno tenha um estilo de vida saudável, sem neuras e sem modismos.

Em meio a tanta patuscada, que qualquer um pode ser qualquer coisa, fico ressabiada de falar para meu filho: “Tenha um diploma”. Por que?! Infelizmente aqui no Brasil você não precisa de Diploma para ter seu devido reconhecimento e aqui dá-se um jeitinho para ser o que quiser a qualquer custo. Acredito que vivemos um retrocesso comportamental que chegará a um pico que o mundo vai parar e pensar sobre o que tem mudar e como empregar os devidos limites.

Alguns influenciadores “embregueceram” e “emburreceram” um assunto que exige TANTO estudo e responsabilidade. Ficamos reféns de Bloggers e aventureiros que ditam tendências de exercícios e dietas. Não vou admitir, como profissional, que queimem nossa profissão. Agora qualquer pessoa pode periodizar um treino, dar dicas, passar treinos e afins sem ser profissional. É triste, mas a tecnologia veio com um monte de coisas para ajudar e para atrapalhar. Não conseguimos supervisionar o que as pessoas fazem, afinal, você como seguidor tem que entender o limite da influência daquela pessoa, já que estas pessoas sem formação não tem um pingo de noção, muito menos senso crítico e ético, do que podem postar sem prejudicar o outro.

Esta foto do texto mostra bem o que quero dizer com PATUSCADA que o fitness virou. Parece que quanto maior a sua invenção, mais legal você é.

Na Faculdade aprendemos conceitos éticos, de profissionalismo e responsabilidade. As informações estão aí, para ser lidas, e o mérito, infelizmente, quem dita, são os números de curtidas e visualizações.

Mas vamos ao ponto. Um estilo de vida saudável, como já disse em outros posts, deve ser empregado de tijolinho em tijolinho, sem ser radical e com paciência. Falo isto, pois a mudança de rotina deve ocorrer, primeiro, dentro do seu pensamento, que é o estado psicológico e mental que cada um temos. Depois que estamos conscientes das mudanças entra em vigor a alimentação, exercícios e tratamentos, que auxiliam neste processo.

MAS, mesmo assim, o radicalismo não é a palavra-chave. Isto porque, sempre enfatizo, QUE NÃO HÁ FÓRMULA MÁGICA e, sim, um entendimento sobre seus limites e até onde pode ir.

Não caia nessa! Você não é um cobaia humano

Você pode não saber, mas algumas dietas e protocolos de exercícios jogados na internet podem não ter aprovação científica, fazendo com que você utilize, como uma cobaia, resultando em efeitos que pode ou mantê-lo no mercado ou tirá-lo do mercado.

  • Vou começar falando das DIETAS DA MODA. Que é o que mais me preocupa, pois é 60% da influência de qualquer resultado, seja emagrecimento, fortalecimento ou mesmo um estilo de vida saudável.

Emagrecer com estas dieta? É claro que vai! E muito. Mas… e daqui alguns 5 anos? Como estará seu organismo? Com deficiência de nutrientes, anemias, algumas desordens fisiológicas etc.

Dieta da proteína (do Dr. Atkins), da restrição de carboidratos, dieta de Dukan, dieta do gelo, dieta da cetose, dieta do tipo sangüíneo… Jesus. Eu que vou perguntar para você refletir! Quanto tempo elas duram na internet? 1 mês? Daí elas somem. E você? Fica cheio de problemas.

A Revista Saúde já tinha publicado uma capa sobre CONSUMIR CARBOIDRATOS DE NOITE. Que as pesquisas descobriram que fazia bem, etc e tal. E eu escrevi…

“Quero esclarecer algumas coisas para vocês. Carboidrato sempre foi bom! Ninguém está provando nada, pois ele sempre foi bom. O guia da pirâmide alimentar esta aí há décadas para ser seguido e, de fato, muitas dietas da moda apareceram para destruí-lo. Carboidratos, proteínas, gorduras existem para ser consumidos na proporção estipulada pelas suas necessidades diárias. Não existe regras, não existe receita nem formula mágica. O que aconteceu foi: o carboidrato SEMPRE foi bom, mas de uns anos para cá algum ser disse que era bom tirá-lo da dieta e um monte de gente acreditou. Agora, viram que sua ausência faz mal para saúde e querem provar o contrario. O Dr. Atkins, que fez a dieta da proteína, é a prova viva! Ele teve diversos problemas com a dieta restritiva e sem carboidratos. Carboidrato é bom de manhã, a tarde e a noite. Auxilia em uma dieta saudável e em um consequente emagrecimento! O carboidrato complexo (como arroz, pães e cereais) garante uma digestão mais lenta, com consequente, sono do ‘Garfield’. Se você não consome carboidrato, vai consumir porções maiores de proteínas e gorduras. Esta supercompensação, que podemos enfatizar e nomear como um EXCESSO, faz mal a você e a sua saúde. O carboidrato de noite garante a saciedade, liberando hormônios vinculados a regulação de fome, fazendo com que, quem tem problemas de atacar a geladeira de noite, perca este costume e livre das vontades compulsivas de doces, por conta de um aumento glicêmico. Além do mais, sem carboidratos, você não tem reservas energéticas para realizar exercícios, levando a quadros de emagrecimento total, com perda de músculos, principalmente, e a fadiga precoce. Eu amo os carboidratos e não sou a favor de dietas restritivas muito mais de quem os vilãnizam!”

Não só os carboidratos, mas há restrição de QUALQUER NUTRIENTES, como leite e derivados, glúten… Se você é um intolerante, ok. Se não, por favor, peço que se INFORMEM sobre estas dietas. Coloquem em sites de busca “DIETA TAL” e procurem pesquisas e artigos que comprovem a EFICIÊNCIA da mesma em um longo período de tempo.

A maioria dos nutrientes, quando consumidos de forma dosada, garantes um equilíbrio alimentar.

  • Protocolo e estratégias ineficazes de exercício

Como a dieta, muitos protocolos de exercício e estratégias são feitas e, concomitantemente, DESMORONADAS pelas comprovações científicas.

Exemplos básicos: “tome este medicamento junto com o exercício e fique com gominhos”, “corra 3 horas e perca tantos quilos”, “utilize este tremelique e fortaleça seus músculos abdominais”.

Já vi de TUDO.

Os protocolos, a maioria, estão disponíveis na internet. O Protocolo de Tabata, que tanto falo, é feito desde 1994, mostrando todos os resultados à longo prazo. Outro exemplo são os treinamentos intensos, caminhadas, musculação, etc. O importante… Faça todos os exercícios que seu corpo permitir e não é necessário inventar moda. Se um novo exercício surgir e você gostar, leve ao seu Professor e ouça a opinião dele.

Não adianta pessoal. Cada organismo é um, cada cabeça é uma e cada genética é outra. Cada um responde de uma forma e não há promessas de fortalecimento, emagrecimento.

  • Então, como detecto se sou ou não uma cobaia humana? Veja algumas dicas:

Dietas

– Se for uma dieta da moda, que surge na internet, observe quanto tempo ela fica no ar e procure pesquisar se é ou não eficaz, se há estudos por um longo período de tempo e se o efeito dela é duradouro, pois estas dietas costumam ter um efeito rápido, porém, que dura pouco.

– Dieta dos pontos e a pirâmide alimentar são as dietas mais seguidas e comprovadas cientificamente.

– A maioria de dietas com restrição não são comprovadas cientificamente em longo prazo e tem muitas discussões. Quando há discussões, não tente! Pelo sim e pelo não, melhor pecar pela certeza, que é o seu bem estar.

Exercícios

– Protocolos que garantem resultados instantâneos não são duradouros e podem acarretar em lesão.

– O treinamento aeróbio em jejum em iniciantes é muito perigoso. NÃO SE TESTE! Você pode emagrecer, mas, junto disto, ganhar de prêmio um monte de desordens no seu organismo.

– Não tente fazer um exercício que exija de um condicionamento que você ainda não tem. Busque com seu Professor, sempre, um objetivo dentro do seu treino.

  • Como sei que estas pessoas SEMPRE irão existir e burlar a lei (dá-se um jeitinho), gostaria de dar à vocês algumas dicas para não caíram na Mordida da Serpente.

– Você pode e deve seguir sim uma pessoa para te inspirar, motivar, mas, se ela não tiver formação profissional para te auxiliar, tirar suas dúvidas, por favor, sempre leve o treino para seu professor e NUNCA realize o movimento sozinho em casa, principalmente movimentos mais complexos que exigem mais do seu condicionamento físico.

– Os pratos postados podem ser sugestões, mas devem ser implementados na sua dieta pelo seu nutricionista de acordo com suas necessidades.

– Estes dias vi uma Blogger dá um exemplo de um termogênico com Anfetamina (sem registro na ANVISA) na composição e no comentário ela ainda escreveu: “É normal dar taquicardia.” Logo depois apagou. Qualquer suplemento, quando for indicado, deve ter registro da ANVISA e é necessário a orientação, de acordo com sua individualidade, pelo seu nutricionista.

– Antes de pensar em ficar com aquele corpo, pergunte-se: ele é natural? É atingível? Quanto tempo esta pessoa conseguiu atingir este resultado? Gente, vocês não vivem com aquela pessoa para saber se ela toma alguma coisa, se ela mexe na foto com photoshop. Enfim, não acredite piamente e busque o seu corpo natural, dentro dos seus limites.

Enfim, a internet está aí para ser pesquisada. No Google tem uma opção de artigos acadêmicos. Eles são fáceis de ler, principalmente, quando lê somente o resumo que, para os leigos, ajudam muito no entendimento daquele conceito. Procure, conteste, pergunte, tire as dúvidas, converse sobre o tema com um profissional, discuta com seu amigo… Só assim conseguimos ir atrás de um senso comum, ok?!


//Artigos relacionados