Laserterapia: técnica ajuda a melhorar desempenho esportivo

Woman holds a hand on pain neck

A fadiga muscular é um fenômeno muito corriqueiro que acontece com a atividade física e está relacionada à dor, incapacidade de manter o nível de força, o comprometimento do controle motor e a conseqüente redução do desempenho muscular.

De acordo com a fisioterapeuta Renata Luri Toma, mestre do programa de pós-graduação da Universidade Federal de São Paulo, “Diversas pesquisas têm se concentrado em estudar a fadiga, bem como desenvolver técnicas capazes de melhorar os seus efeitos negativos. Dentre essas técnicas, vem se destacando o laser terapêutico de baixa potência. Este recurso já é amplamente utilizado para tratamento de lesões musculares em clínicas e têm demonstrado resultados positivos no programa de treinamento físico. Para um atleta, por exemplo, os benefícios do laser associados ao seu habitual programa de treinamento repercutiriam em um melhor desempenho muscular e menor tempo de recuperação muscular entre as sessões. Os resultados promissores do laser abrem a perspectiva de um programa de treinamento físico mais eficaz e com um maior rendimento tanto para atletas quanto para idosos e jovens que praticam atividade física buscando qualidade de vida.”

Você já testou esta técnica?

Escrito por Paola Machado

Paola Machado

Profa. Ma. Paola Machado | Graduada em Educação Física Modalidade em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Mestre em Ciências da Saúde (foco em Fisiologia do Exercício) pela Unifesp. Certificada em Suplementação Esportiva pela USP. Criadora do Kilorias. CREF: 080213-G/SP.

Instagram: @machado_paola | E-mail: paolamachado@kilorias.com.br

COMENTE: