Acessar App StoreAcessar Google Play

Delícia: dicas de chás para diferentes gostos e objetivos


Os chás medicinais existem há milênios na História da humanidade. Várias ervas são utilizadas por diferentes povos para se obter diversas ações no organismo. Uma simples xícara de chá pode proporcionar benefícios complementares no processo de saúde e recuperação de desequilíbrios orgânicos e funcionais do nosso corpo. Por isto, confira algumas dicas e os benefícios de alguns chás.

Como preparar os chás?

Dependendo da parte da planta ou erva utilizada para se fazer o chá, o modo de preparo varia como forma de se concentrar e preservar os componentes bioativos das plantas. Os métodos mais comuns são infusão ou decocção.

Infusão: é a preparação extrativa que resulta do contato da planta com a água fervente, indicado para folhas e flores.

1º Ferver a água. Não ferver a folha junto com a água.
2º Desligar o fogo e colocar a folha seca do chá
3º Abafar por 5-10 minutos e agitar
4º Coar o infuso, espremer o excesso de liquido contido na erva.
5º Ajustar o volume de água.
Não adoçar. Preferir as folhas secas ao sachê.

Decocção: indicado para partes mais rígidas das plantas, como raízes, cascas e entrecascas e rizomas, caules, sementes e folhas coriáceas (com cutículas espessas).

1º Aquecer a água até ferver
2º Acrescentar a parte da planta à água e mexer suavemente
3º Manter em ebulição por 3-5 minutos, com a panela tampada e fogo baixo
4º Ao coar, espremer o excesso de líquido contido na erva
5º Ajustar volume

Diferentes chás e seus benefícios

Ansiedade
Aveia (Avena sativa L): decocção de 20 g da farinha grossa de aveia para 500 ml de água.
Maracujá (Passiflora incarnata L): infusão de 30 g de folhas para 1 litro de água.
Folha de Laranjeira (Citrus aurantium L): decocção das cascas com folhas (20 g) para 500 ml de água.

Celulite
Centella (Centella asiática): infusão de 6 gramas para 500 ml de água.
Sene (Cassia angustifólia): infusão de 1 xícara de chá de sene para 1 litro de água fervente.

Colesterol elevado
Alho (Allium sativum): infusão de 3 dentes de alhos amassados em 1 copo de água.
Alcachofra (Artemisia alba): infusão de 1 xícara de folhas em 500 ml de água.

Diabetes
Pata de vaca (Bauhinia dioica L): infusão de 20 g de folhas em meio litro de água
Urtiga (Urtiga dioica L): infusão de 30 g em 500 ml de água
Batata yacon (Polymnia sonchifolia): decocção de 10 gramas de folhas em 1 litro de água.

Digestão
Camomila (Matricaria chamomilla L): infusão de 10 grama de flores com talos para 500 ml de água.
Cardo santo ou bendito (Cnicus benedictus L): infusão de 30 gramas de folhas em 500 mL de água.
Carqueja (Bacharis genistelloides Person): decocção de 20 gramas em 500 ml de água. Tomar 1 xícara após as refeições.
Funcho (Foeniculum vulgare Mill): decocção de 2 solheres de sobremesa de sementes em 500 ml de água
Alfavaca (Ocimun basilicum L): uma colher de sobremesa de folhas em 2 copos de água fervente.

Descongestionante pulmonar
Canforeira (Gymnamomum camphora): infusão de 1 grama de pó em 500 ml de água.
Gengibre (Zengiber officinalle Roscoe): decocção de 5 gramas de gengibre (rizoma) para dois copos de água.

Enxaqueca
Camomila (Matricaria chamomilla L): infusão de 10 grama de flores com talos para 500 ml de água.

Gastrite
Guaçatonga (Caesaria sylvestris): infusão de 10 g em 500 ml de água.
Espinheira santa (Maytenus ilicifolia): infusão de 30 gramas das folhas para 500 ml de água

Insônia
Maracujá (Passiflora incarnata L): infusão de 30 g de folhas para 1 litro de água.
Lavanda (Lavandula angustifólia Miler: infusão de 5 gramas de folhas e flores para 2 copos de água.
Folha de Laranjeira (Citrus aurantium L): decocção das cascas com folhas (20 g) para 500 ml de água

Retenção hídrica
Cavalinha (Equisetum hyemae L): infusão de 3 gramas (1 colher de sopa) em 150 ml de água.
Chapéu de couro (Echinodorus macrophyllus): infusão de 1 grama (1 colher de chá) em 150 ml de água.
Estigma do milho (Zea mays): decocção de 1 colher de sopa para 500 ml de água.
Carqueja (Baccharis trimera): infusão de 2,5 gramas (2,5 colher de chá) em 150 ml de água.
Dente de leão (Taraxacum officinale L.): infusão de 3 colheres de chá para 150 ml de água
Quebra pedra (Phyllanthus niruri L): infusão de 3 gramas (1 colher de sopa) em 150 ml de água.

Tosse
Violeta (Viola adorata L): infusão de 10 gramas das folhas e flores para 250 ml de água fervente.
Tanchagem (Plantago major L): infusão de 20 gramas para 500 ml de água fervente.

Muitas plantas quando consumidas em excesso podem causar toxicidade e interagir com medicamentos. Por isso procure um médico ou nutricionista para orientar quanto as quantidades toleradas de acordo com sua individualidade.

Referências:

  1. Franco LL. Chás e seus benefícios medicinais. São Paulo, 2008.
  2. Panizza et al. Uso tradicional de plantas medicinais e fitoterápicos. São Paulo, 2012.

//Artigos relacionados